Depois do festival

Foto: Renato Nunes

Que festival! – 32 horas de oficinas, aulas mestres e apresentações em língua de sinais, realizadas de 10 a 13 de dezembro de 2016 na UFSC, Florianópolis, Brasil com artistas de sete países.
O objetivo era reunir a comunidade surda com artistas surdos, reconhecidos como contadores de histórias e poetas em língua de sinais – do Brasil e de outros países, para compartilhar e aprender sobre o folclore surdo.

"197 pessoas participaram das oficinas, 169 vieram para o espetáculo, muitas mais vieram para os eventos gratuitos abertos ao público"
Leonardo Adonis de Almeida e Marcelo William da Silva
Leonardo Adonis de Almeida e Marcelo William da Silva, foto: Martin Haswell

Não se tratava apenas de apresentações. Foi mais do que um mero entretenimento. Foi para aprender as tradições e como realizar essa arte linguística e apreciar o que estava sendo realizado. Foi para compartilhar e ensinar o folclore surdo, por meio da cultura surda e professores surdos, para que o povo surdo possa criar e realizar suas próprias obras em Libras, a língua de sinais do Brasil.

Artistas de sete países apresentaram no festival
festival-de-folclore-surdo-2
foto: Benício Bruno

O filme de Martin Haswell sintetiza esses quatro dias em poucos minutos. Há uma trilha de áudio na língua portuguesa e legendas em inglês e francês, então clique no botão CC e escolha o idioma se quiser assistir com legendas

 

Susan Njeyiyana
Susan Njeyiyana, foto: Martin Haswell

Muito obrigado aos tradutores por sua ajuda: Henrique M Bartuciotti, Karen Bianchini, Vanessa Paula Rizzotto, Ismael Sousa Damaceno, Caio Neves e Kate Spence

Anúncios